I want it, I want it, I WANT IT!

 

“Quem é que dá tanto dinheiro por uma mala?” “Sabes o que poderias fazer com esse dinheiro?”

Sei. Comprar a mala.

Todos nós temos algo que realmente gostariamos de ter e mais do que a sua utilidade é por nos atrair tanto que eramos capazes de matar para o podermos ter ou então por um motivo ainda maior: a marca. Sabemos que aquele artigo que pode ser incrivelmente bem feito, durar anos, passar de geração em geração, ser incrivelmente útil, contudo estamos a pagar a marca.

No meu caso é uma carteira Chanel. Primeiro porque foi uma mulher que admiro bastante devido à sua vida, ao impacto que teve no Mundo da moda e o quanto sofreu sem nunca deixar de ser uma verdadeira Lady. Por outro lado, apesar de não ser louca por todas as malas, confesso que é bastante difícil ouvirem-me dizer “não” a uma.

Sim, sem dúvida que me considero uma “material girl” e admito-o sem qualquer problema (apesar de ser um pequenino problema), pois é a mais pura das verdades, todavia sei que seria um artigo que usaria até à exaustão e de uma forma que não sei explicar porque provavelmente não existe uma razão lógica, sinto que estaria a apoiar alguém tão grandioso como ela foi.

Há pessoas que compram quadros e outras peças de arte que valem milhões e colocam nas suas salas e ficam horas a falar sobre isso aos amigos e todos ficam fascinados com tal história. Mas afinal o que é arte? Esta pergunta gera discussões e mais discussões pois cada um tem a sua opinião, mas – tal como eu – muitas pessoas consideram peças de roupa, sapatos, malas, acessórios…peças de arte e até as colocam em exposição nas suas casas.

Se tivesse a minha mala, acredito que quando já estivesse pronta para a reforma, a colocaria num expositor em minha casa e falaria com muito carinho daquela obra de arte que muitas histórias guarda dentro dela e de como trabalhei bastante para a ter.

As peças de arte contam uma história, desde pinturas rupestres a retratos de reis ou novas formas de pintura que revolucionaram como o Mundo é visto. A criação das calças para mulheres modificou a forma de como ela era vista na sociedade, o momento em que a mulher começou “a vestir as calças” e a ter direitos como o homem. Nesses momentos em que uma simples criação de moda se juntou à História e também FEZ História…não pode ser considerada uma obra de arte?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s